7 de nov de 2010

Zuenir e Veríssimo na Bienal do Livro de Campos

 IMG_6844

Luís Fernando Veríssimo e Zuenir Ventura foram as estrelas do terceiro dia da VI Bienal do Livro de Campos, em 07/11. “Crônicas do cotidiano” foi o tema do bate-papo entre os autores mediado pelo jornalista Arthur Dapieve.

Diferente dos primeiros dias do evento, o Café Literário com Veríssimo e Zuenir foi realizado na Arena Cultural Aliás, iniciativa acertadíssima de Avelino Ferreira, diretor da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, pois o espaço antes reservado é bem menor.

Luís Fernando Veríssimo deixou uma mensagem para quem deseja exercitar a escrita: “A gente aprende a escrever, lendo”.

Zuenir Ventura, 79 anos, aconselha que os novos escritores escrevam pelo prazer de escrever e não pensando em publicação de livro, pois, explicou, pode levar muitos à frustração diante da dificuldade de uma editora publicar. Antenado, Zuenir destacou a publicação de textos na internet como alternativa acessível para quem gosta de escrever e quer propagar o que escreve.

O Café Literário com os dois escritores foi excelente. Veríssimo mais contido nas palavras e Ventura mais falante – ambos valorizando o gênero literário “crônica”, falando de suas inspirações e da amizade entre eles que dura 40 anos. Ao final autografaram livros e se deixaram fotografar ao lado de leitores.

Clique AQUI e veja a programação.

IMG_6857
Zuenir Ventura
IMG_6862
Luís Fernando Veríssimo











Fotos: Fátima Nascimento


2 comentários:

Cacá disse...

Se meu dinheiro desse, eu ia ficar só por conta desses eventos pelo mundo afora. Na Bienal de BH estive numas mesas (cafés literários) com o Rubem Alves e com o Moacir Scliar. Na de São Paulo, pude ver o Maurício de Souza e outros tantos. Agora vou arranhar algum $ para ir ao fórum literário de Ouro Preto, que promete também. Abraços, Fátima! paz e bem.

Fátima Nascimento disse...

Cacá, eu tenho muito vontade de ir na FLOP também. Quem sabe ano que vem, não é? Gosto muito do Rubem Alves e o Scliar terei a chance de "ver" na Bienal do Livro de Campos que está sendo realizada neste momento. Abraços e até.