Tumor na alma

Cheiro forte. Odor ruim. Uma casa fechada. Ninguém atendeu. Polícia chamada. Suspeita comprovada: um corpo humano apodrecia lá dentro. Li a notícia no jornal. Tratava-se de um homem de pouco mais de 50 anos de idade e que eu conhecia há mais de 20 anos. Nosso contato, entretanto, era pouco frequente. E quando acontecia era por questões profissionais: eu na função de jornalista e ele na de artista plástico. Mas há muitíssimo tempo não o via, especialmente porque não labuto na imprensa diária desde 2002.

Imaginei há quanto tempo aquele homem deveria estar já sem vida ou sem ninguém por perto pra acudi-lo. Último capítulo triste na história de quem colocou sua arte em quadros e encantou tantos com seu talento. "Vidas" em molduras e a morte solitária do autor dos quadros. 

Talvez ele tenha recebido alguns telefonemas ou a campainha de sua casa tenha tocado durante o período em que jazia morto ou até tenha tentado atender às primeiras chamadas, mas estivesse impossibilitado de locomoção pela fraqueza ou forte dor. Causa da morte desconhecida. Putrefação adiantada. Não puderam ser realizados exames cadavéricos.

Só mesmo um milagre traria à vida aquele homem, como quando Jesus ressuscitou Lázaro que estava morto há quatro dias e cujo corpo cheirava mal,  conforme narrado na Bíblia Sagrada, no Livro de João Capítulo 11, versículos de 39 a 44. Não raro muitos ficam na expectativa de uma solução, de um acontecimento milagroso. 

Para que tenhamos qualquer vitória temos que fazer a nossa parte. Jesus pediu que alguém removesse a pedra e então Lázaro saiu do túmulo. Primeiro Noé teve que construir a arca e colocar os animais dentro dela para só depois Deus fazer chover.

Quando a morte chega, exceto se advier o milagre da ressurreição, não há como retroceder ou avançar. Daí termos que estar atentos ao que temos feito ou deixado de fazer. Nossas atitudes vão determinar o tempo em que estaremos com uma vida escassa de paz, conquistas, amor e alegria.

O homem que citei morreu sozinho. Não conheço a história pessoal dele. Entretanto, sei de pessoas que se enclausuram em autopiedade e tristezas. Que encarceram a alma, não se colocam livres para alçar novos voos e enforcam a esperança.  Prendem a emoção do passado e não se libertam das angústias e traumas. Há vida, mas apodrecido está o coração. E se isolam. E são isolados.

Não deixe sua alma adoecer. Já disse, acertadamente, a poeta e filósofa Viviane Mosé: "dor endurecida é tumor". 



Comentários

Triste e interroexclamativo!
Veja isso com atenção, manamiga!
http://juliosevero.blogspot.com.br/2013/01/justica-obriga-pais-que-educam-filhos.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+JulioSevero+(Julio+Severo)
OLhe esse esse link, amada manamiga". Muito significativo!

http://juliosevero.blogspot.com.br/2013/01/era-um-lugar-alegre-cheio-de-borboletas.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+JulioSevero+(Julio+Severo)
Diante do triste cenário em Santa Maria vejo que este link é bem a propósito.

http://camposdeboaz.xn.blog.br/a-tragedia-de-santa-maria-solano-portela

Postagens mais visitadas