Faz de conta da virada

Primeira semana de 2012. E chove. Gosto de ver a chuva da minha varanda. É bom estar protegida sob um teto sem goteiras e ter uma coberta ao alcance de minhas mãos, além de agasalhos no guarda-roupas. Mas não está totalmente bom. Vi uma reportagem na televisão que nos faz valorizar o que temos, mas ao mesmo tempo bate doído na gente. Era sobre o réveillon de pessoas que moram nas ruas. Antes havia visto uma matéria sobre a comemoração da virada de ano do ex-jogador Romário. Tão contraditório!

Um dos entrevistados falou da dificuldade de conseguir emprego. Ele confessou que durante 10 anos "trabalhou com drogas". Quando tenta um trabalho, seus possíveis empregadores levantam sua ficha na polícia e a esperança de emprego escorre pelo bueiro. "A sociedade precisa ver os moradores de ruas como seres humanos", apelou o jovem que vive com sua mulher grávida de 7 meses na rua.

Será que ele ainda ainda é usuário de drogas? A mulher dele é dependente química? Por força de um trabalho social, converso com homens e mulheres que abandonaram suas casas numa entrega total ao vício. Tantos foram relegados pelas famílias que já não suportavam viver com um "inimigo" sob o mesmo teto. Os drogados passaram a viver em ruas escuras mesmo no clarão do dia.

As histórias podem ser diferentes ou bem semelhantes. O que não muda e deve ser defendida é a dignidade humana. Se há doentes físicos ou doentes da alma, que sejam acolhidos; que haja programas sociais eficientes e eficazes; que a prevenção seja feita nas escolas, igrejas, em casa.

Meu desejo é que em 2012 os nossos governantes não brinquem de chefe do executivo! Não há nenhuma graça em morar debaixo de viadutos e dividir espaço com ratos e baratas. Não é divertido não ter privacidade, não ter agasalhos, comida e não ter a opção de fechar a janela enquanto chove.

                                                                Foto: Fátima Nascimento

Comentários

Pedro (D)KabraL disse…
Que seu desejo se realize.
Seus escritos caminham estradas de vida. Podemos alcançar seus passos certos ante a possibilidade de uma virada. Sim. Transformação e urgência gritam alto. Quem ouve? Quem tapa os ouvidos?
.
.
.
.
.
.
Vamos seguindo a estrada... com certeza encontraremos mãos que ajudem, pés que perseverem na caminhada e "olhos de visão de ver" tudo transformado.
.
.
.
.
.
A dignidade do ser humano não pode ser chutada.
E muito menos negligenciada.
Olá!

Sabemos que os políticos não são Almas Gêmeas e nem possuem Laços de Família, mas nem por isso vamos ter Duas Caras fazendo de conta que os problemas não existem. Estes Tempos Modernos nos permitem sermos críticos e perceber que existe muito Pecado Capital. E esta Roda de Fogo cada vez mais se torna uma Corrida do Ouro, onde cada um quer tirar proveito de suas funções.
Que Rei Sou Eu? Com certeza não sou nenhuma Rainha da Sucata ou Senhora do Destino, mas ninguém poderá dizer que não defendo esta Terra Nostra. Nosso Feijão Maravilha está cada vez mais caro. A saúde e educação, só são A Favorita apenas em discursos políticos, mas na pratica é uma Cama de Gato.
O Sonho Meu e de muitos brasileiros é ver políticos realmente comprometidos com o povo, não queremos ver a guerra do Corpo a Corpo que travam em órgãos públicos. Será que a solução para este país é descobrir um novo Caminho das Índias? Porque a Saramandaia que estamos vivendo está insuportável.
Já foi o tempo em que comíamos Chocolate com Pimenta, onde podíamos ficar na praça vendo A Moreninha passar com sua Cor do Pecado. Nossa vida já não é mais Amor com Amor se Paga. Onde muitos vivem de Cambalacho. Nossa vida se tornou uma Fera Radical, onde a Sinhá Moça engravida muito cedo, pois Um Anjo Mau atravessou o seu caminho.


Muito legal seu texto.
Grande abraço
se cuida

Postagens mais visitadas