Medo de jacaré?

                                                                                               Foto: Fátima Nascimento

Na estrada da nossa vida há ocasiões (geralmente não poucas) em que ficamos um tanto desestimulados. Dá vontade de ter um botãozinho em nós que nos faça hibernar, como que numa desligada de motores para repouso e fuga dos problemas.

Saber quando avançar, recuar, esperar, agir/reagir é importante, mas nem sempre temos a certeza quanto ao que fazer. O bacana é não deixar de acreditar em nossa capacidade de mudança, transformação e manter acesa a luz da esperança, perseverando na busca pela realização de nossos desejos salutares.

Roberto Shinyashiki, médico psiquiatra, fez uma comparação interessante. Ele disse:

"Quando os jacarés aparecerem em seu caminho, resista à tentação de desistir da sua travessia.  Olhe bem para eles e verá que são troncos velhos e inofensivos, incapazes de fazer estrago em sua vida (...). O medo imaginário é apenas um tronco parecido com um jacaré".

Encarar desafios e vencê-los deve se tornar um hábito. Mas só consegue isso quem enfrenta seus medos.

Boa nova semana!
Posted by Picasa

Comentários

Kenny Rosa disse…
Bonito, profundo e importante esta consideração. Porém é irresistível a ideia de hibernar.
Abraços!
Kenny Rosa (http://cronicandocomvoce.blogspot.com)
Verdade,manamiga. Os jacarões com o tempo acabam virando jacarinho...

( meu note book deu pane. Estou dependendo dos outros. LOgo, logo, tudo estará nos conformes....)
Muito madura e pertinente esta reflexão. Gostei muito! Abraços. Ótima semana. Paz e bem.
Isto aqui é muito animador:
- "O bacana é não deixar de acreditar em nossa capacidade de mudança, transformação e manter acesa a luz da esperança, perseverando na busca pela realização de nossos desejos salutares." ( Fátima Nascimento)

Postagens mais visitadas