Show poético de Elisa Lucinda

IMG_7118
A atriz e escritora Elisa Lucinda participou da Bienal do Livro de Campos  no dia 13 de novembro. Durante o tempo em que esteve no palco da Arena Cultural, declamou poemas, contou histórias, fez rir e emocionar.

Abaixo um de seus poemas, extraído do site O dom de voar.
IMG_7117


MAR ADENTRO

É preciso chorar. As lágrimas são a chuva da gente, nuvens do nosso tempo íntimo precisam desabar. É preciso chorar, lágrimas são os rios do ser, as cachoeiras da gente, mudam nosso tempo simples, atualizam o nosso mar. É preciso chorar, é preciso à natureza copiar, é preciso aliviar e molhar a seca do coração. Se não chover, vira sertão, morre homem, morre gado, morre plantação. 
Elisa Lucinda

Comentários

Fabio, o poeta, deixar um comentário aqui é raridade. Obrigada pelo registro de sua passagem. Bjs.

Postagens mais visitadas