De dentro pra fora

IMG_4927
Quando a criança que me habita sai para brincar,
 não há “adulto” que a sossegue.  

Desconfio que fui contaminada pelo poeta Manoel de Barros,
com quem estive em maio de 2009, em Campo Grande,
 no Mato Grosso do Sul.  

Ele disse:
 “Quando eu crescer vou ficar criança”. 

Penso que estou no mesmo caminho. 

Hoje o homem-menino Manoel de Barros - que moleca o idioma -
está com 93 anos de idade.

Comentários

Não tenho a felicidade de conhecer pessoalmente esse mato-grossense que se radicou em Corumbá, depois em Campo Grande. Ali é minha terra natal e meu orgulho. Sua poesia é esplendorosa, iluminada, surpreendente, travessa, desconcertante, descobridora, provocativa, humilde e por isso mesmo grandiosa.
Também eu, Fátima, estou entre seus fãs!
Obrigado por essa doce lembrança.

Abraço carinhoso.
Lello Bandeira

Postagens mais visitadas