11 de ago de 2010

Sentimento



















Às vezes
é preciso calar
para ouvir
a própria voz
e observar melhor
sentir mais
entender que o som
pode ser "mudo"
quase indecifrável.

(Fátima Nascimento)
 
 
Foto: Fátima Nascimento Local: Lagoa de Cima, em Campos/RJ

3 comentários:

Splanchnizomai abraçando o amanhã. disse...

Menina, nem sei por quê, mas estou chorando muitoooooooo. Seu blogue me encheu de água... tô chorando...

É isso que venho dizer... Tô chorando muito...o choro do contentamento? Do deslumbramento? Da surpresa?
Sei lá que choro...

Sei lá por quê nos derramamos em águas assim?

Sei lá por quê...

E precisa ter motivo para se chorar emoção incontida e inexplicável?

Splanchnizomai abraçando o amanhã. disse...

E essas bailarinas ali no barquinho aguardando nem sei também o quê... tá lindótimo.

Fátima Nascimento disse...

Splanchnizomai, o choro do maravilhamento com as obras de Deus. Bjs, manaespecial.