Passa-se orquestra, urgente!

Recomendo em casa que as janelas sejam fechadas assim que comece a anoitecer. Os mosquitos estão mais presentes nos últimos dias. Quando vou dormir fazem questão de dizer que estão ali, velando meu sono. O zumbido é desagradável e desafinado. Ligo o ventilador, cubro as orelhas e finalmente adormeço.

No dia seguinte a cantoria noturna se repete. Além da janela, a porta do quarto também passou a ser fechada a partir de certo horário. Será que entram pelo buraco da fechadura? De repente alguns já moram dentro do meu quarto e ficam acomodados durante o dia debaixo da cama e atrás do guarda-roupa.

Ao menos uma conclusão: os “meus” mosquitos são intelectuais. Tenho por hábito ler antes de dormir. Enquanto faço a leitura, os visitantes malquistos não incomodam. Basta fechar os olhos pra sinfonia começar.

Inseticida neles! – sugeriria você. Esta foi a primeira providência. Daí eu ter chegado à segunda conclusão. Os bichinhos estão mais resistentes que antes. Por mais baforada que eu dê não cai sequer unzinho pra fazer a alegria da casa. O produto é de má qualidade! – diria você. Errado! Marca conceituada, ao menos até então.

Não chego ao ponto de dizer “ou eles ou eu”. Afinal, a casa e tudo o que há nela não vieram de bandeja. Houve e há um tanto de suor pelas conquistas e inúmeras bênçãos divinas. Eles é que saiam do meu quarto, da sala e vão cantar em outra freguesia... Aliás, estou passando de graça uma orquestra sinfônica intelectualizada. Quer pra você?

Texto de Fátima Nascimento
Jornal Monitor Campista, 2º Caderno, 06/06/2006

Comentários

No, thanks! =P

Olá, srta Fátima Nascimento! Não sei se lembra de mim... Mas vc já passou pelo meu blog, o EscúchamePorra...
Tô passando por aqui pq --confesso-- eu não me lembrava do teu blog! Decidi vir visitá-lo, ver o que perdi por não lembrar dele...

Bom... Já tentou aqueles inseticidas de ligar na tomada? Daqueles que não deixam cheiro? Pra mim, funcionou!
Seja como for, durma bem!

Bjão!

Postagens mais visitadas